Banda africana Skip&Die volta com o CD “Cosmic Serpents” e o clipe “Space Girls”



Skip&Die fez bastante barulho com seu álbum de estreia, Riots in the jungle, de 2012. Com uma mistura inusitada de afrobeat, cumbia, ragga, electro, funk, hip-hop e surf music, o grupo, liderado pela sul-africana Catarina Aimée Dahms (mais conhecida pelo codinome Cata.Pirata), têm faixas bem politizadas e de protesto, colocando todo mundo pra dançar ao som de letras subversivas, como a de "Anti-capitalista", cujo clipe faz uma clara alusão ao uso de maconha.

É interessante frisar que todos os vídeos são dirigidos por Cata, que além de cantora é artista plástica. E o resultado é uma imersão visual em temáticas africanas super coloridas e psicodélicas. Os outros integrantes são Jori Collignon nos teclados e FX, Gino Bombrini na percussão e guitarra, e Daniel Rose nos instrumentos de corda.

A banda já fez show no Brasil em março do ano passado, em São Carlos e São Paulo capital. Inclusive há até uma canção cantada em português, intitulada "Macacos Sujos". E também há outras em inglês, africâner, espanhol, xhosa e zulu.

O segundo registro de estúdio deles, Cosmic Serpents, foi lançado em março e teve o clipe da carro-chefe homônima divulgado previamente, em janeiro. Para continuar a divulgar o trabalho, recentemente lançaram o dançante e surreal clipe de "Space Girls".

A canção possui uma sonoridade bem mais eletrônica e quiçá pop, mas ainda mantém aquele quê tribal de seu repertório, sendo perfeita para as pistas de dança e para aqueles que curtem artistas como Elliphant, M.I.A. e Major Lazer. Confira o resultado:


quedelicianegente.com