Marina and The Diamonds anuncia que vai relançar “Froot” com músicas inéditas



Em uma entrevista concedida ontem ao site Faceculture em Amsterdã, Marina and The Diamonds confirmou que fará um relançamento de Froot! Já haviam bastante boatos da notícia desde abril, quando a galesa contou ao Billboard que tinha vontade de relançar seu último trabalho.

Marina disse não estar satisfeita e que adicionará 4 ou 5 canções à nova versão. Algumas das faixas não estavam finalizadas e, segundo ela, não se encaixavam na versão original. O relançamento inclusive terá até um novo nome.

A estratégia, que já foi utilizada por Lana Del Rey em Paradise Edition e Ellie Gouling em Halcyon Days, por exemplo, é uma forma de dar mais tempo ao artista de se dedicar a coisas inteiramente novas e adicionar músicas previamente descartadas. Além disso, é ótimo para os fãs, já que eles podem conferir materiais inéditos.

Confira um trecho da entrevista legendado com exclusividade pelo site The Brazilian Jewels:



Froot foi lançado em 13 de março de 2015 através da Neon Gold Records e Atlantic Records, embora a data original de lançamento fosse 3 de abril ter sido alterada devido ao vazamento de todas as faixas na internet em fevereiro.

Com singles lançados previamente, como a canção homônima ao álbum, "Immortal", "I'm A Ruin" e "Forget", o disco ficou na décima posição do UK Albums Chart e em oitava no Billboard 200 dos EUA, sendo a primeira vez que Diamandis conseguiu estar entre as dez primeiras posições do ranking norte-americano.

Update: saiu a segunda parte da entrevista legendada. Marina conta que a primeira canção composta por ela foi "Gold", que é uma referência a Electra Heart e toda a pressão da gravadora para que o álbum soasse pop e acessível ao público. Com a música ela transmite que está mais preocupada com sua liberdade criativa do que com o sucesso. Exatamente por isso compôs totalmente sozinha Froot, que a representa com mais fidelidade como artista.

A multi-instrumentista também contou que "Happy" é a faixa que a representa melhor entre todas do álbum e marca o fim dos exaustivos três anos de trabalho do anterior e o consequente alívio. Além disso, revelou que demorou meses para escrevê-la. Já "Savages" é a com maior relevância e importância social no momento atual. Mas mesmo assim afirmou adorar ouvir Electra Heart, já que a faz lembrar-se dos momentos que a fizeram perceber suas prioridades.


quedelicianegente.com