Cantor pop iraniano Tooji lança o polêmico e atual clipe “The Father Project”



O popstar iraniano radicado na Noruega Tooji lançou um clipe pra lá de provocativo para o seu mais novo single, "The Father Project". Além de cantor, ele é também artista plástico, modelo e apresentador de TV. Tooji representou a Noruega no Eurovision de 2012 em Baku, Azerbaijão, e ficou em 26º lugar na final do concurso.

Em sua conta no Twitter ele escreveu "My new video 'Father' is out and so am I", que em inglês permite um trocadilho com lançamento e sair do armário.

O vídeo obviamente criou bastante rebuliço por ser gravado numa igreja real e mostrar cenas de sexo assistida por fiéis. E, devido as recentes polêmicas aqui no Brasil envolvendo Viviany Beleboni e sua performance na cruz na última edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, não poderia ser mais atual no nosso contexto.



Claro, são mensagens diferentes, emitidas de maneira diferente, sendo a segunda um apelo desesperado e mais direto alertando sobre a violência. Mas como Madonna já fez em "Like A Prayer" há anos e até Lady Gaga em "Alejandro", a subversão, por mais apelativa que pareça, é uma forma legítima de colocar o dedo na ferida do fundamentalismo religioso que quase sempre está na cerne dos males sofridos pela nossa comunidade.

Até que ponto devemos aceitar a imposição da religião ditando as regras da vida pública? Quando a liberdade de expressão e opiniões se transformam em discurso de ódio e alimentam os índices de assassinato das minorias oprimidas? E quando de fato nosso Estado funcionará como laico?

Tooji nasceu em um país que executa lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e queers. Ele explica em outro vídeo sua motivação em se assumir e gravar "The Father Project" e coloca em questão o porquê de religiosos condenarem LGBTQs. Lança também o questionamento de se realmente Deus seria contra o amor em todas as suas formas e pluralidades.


quedelicianegente.com

2 comentários :