PVRIS lança vídeo de “Holy” e critica a homofobia do fundamentalismo cristão



A banda de rock estadunidense PVRIS - cuja pronúncia é a mesma da capital francesa - está em evidência desde 2014 com o single "White Noise" do EP homônimo com um clipe bem sombrio dirigido por Raul Gonzo e lançado em março deste ano. Formada por Lyndsey Gunnulfsen, Alex Babinski e Brian MacDonald, eles não escondem a inspiração em Paramore, mas com visual e sonoridade mais dark.

Recentemente o grupo participou do Punk Goes Pop Vol. 6, regular coletânea musical na qual bandas de rock fazem covers de canções pop, fazendo versão interessante de "Chandelier" da australiana Sia com direito a um lyric-video bem soturno.

E agora o trio mostra que não está para brincadeira e novamente com Gonzo lança o vídeo da crítica "Holy", que tem uma letra extremamente relevante na atualidade. Com uma fotografia monocromática, distorções visuais e clima de filme de terror lembrando O Chamado (2002), o resultado impressiona pela qualidade, além da música cativante. Confira:



Em uma entrevista ao site radio.com, Lynn (que tem namorada) falou sobre a faixa: "Tenho um amigo cuja mãe é cristã fundamentalista. Ela é assim por razões erradas e não é verdadeira em suas palavras. Não pratica o que prega. Ela se contradiz o tempo todo em suas pregações e é muito hipócrita. Fico furiosa com ela e com qualquer outra pessoa que age dessa forma. Muitos de nossos fãs têm problemas com autoestima e para sair do armário. Muitos desses jovens têm problemas sérios em seus lares, onde suas famílias agem da mesma maneira que as pessoas que falo em 'Holy'. Eles ficam presos a isso porque essa é a vida e as pessoas com quem têm que lidar. Acho que todos conhecem pessoas assim".

Em junho PVRIS ganhou o prêmio na categoria Novato no "Relentless Kerrang! Awards 2015.
quedelicianegente.com

4 comentários :