MTV Video Music Awards 2015: redcarpet, performances, ganhadores e mais!



Rolou neste domingo (30) no Microsoft Theater em Los Angeles (EUA), o Video Music Awards 2015, evento promovido anualmente pela MTV desde 1984, que premia os melhores videoclipes do ano de acordo com a votação popular.

Enquanto o estilista Jeremy Scott, que redesenhou o troféu Moon Man, e Kelly Osbourne entrevistavam as celebridades no "colorful" carpet, a irreverente Miley Cyrus foi a apresentadora desta edição. A cantora nos proporcionou momentos impagáveis, como quando brincou que Jared Leto foi a primeira mulher com quem teve uma experiência lésbica, ou quando disse ao Justin Bieber para ligar para ela quando fosse maior de idade.

Clicando em "leia mais", você pode conferir o nosso tradicional resumão dos melhores momentos, looks dos convidados, performances e lista completa dos ganhadores.



Como o VMA é mais informal, é o momento em que algumas celebridades aproveitam para abusar do visual freak ou simplesmente sair com a primeira roupa que achar no armário. Mas também tem gente que capricha, como Taylor Swift e toda a gangue "Sangue Ruim", com Selena Gomez, Hailee Steinfeld e Cara Delevingne:



Outro destaque vai para Miley, cujo figurino inicial foi um cosplay de Xuxa no Carnaval 2004:



Confira outros dos principais looks na galeria abaixo:





Nick Jonas esquentou o pré-show apresentando "Levels" acompanhado de dançarinas vestidas de astronautas. Até Kelly Osbourne entrou na dança! Paralelamente, chegou à web o clipe oficial da canção (assista).



Também antes da festa principal começar, tivemos a banda indie-pop Walk the Moon mandando ver no sucesso "Shut Up and Dance":



Nicki Minaj abriu a noite como uma rainha trinitária-tobagense, homenageando suas origens numa dançante, grandiosa e visceral performance de "Trini Dem Girls". E, para surpresa geral, Taylor Swift apareceu, colocando fim em desentendimentos prévios, ao som de um medley de "The Night Is Still Young" e "Bad Blood".




Nicki, amanhã te mando o boleto, tá?

Do lado de fora, em frente ao The Orpheum Theatre, a dupla Macklemore & Ryan Lewis fez uma grandiosa versão ao vivo do recém-lançado clipe "Downtown":



The Weeknd fez uma apresentação de "Can't Feel My Face" tão incendiária quanto o vídeo da música, brincando com luzes contrastantes e pirotecnia.



Até o Kanye West pirou:


I can't feel my face when I'm with you...

Demi Lovato, como uma poderosa pin-up rockstar, cantou o hit "Cool for the Summer", com direito a dançarinos à la "Passarinho" do Castelo Ratimbum e uma piscina inflável em meio a um mar de fãs. Aí Iggy Azalea deu o ar da graça com versos de Pa Pa Pum "Kingdom Come", parceria entre as artistas que estará no novo disco de Demi.



Enquanto rolava a premiação, a cantora também mandou "Heart Attack" para o público presente no The Orpheum Theatre (assista).


Me vinguei das pessoas que me humilharam ficando linda

Saindo das trevas, Justin Bieber aparece cantando e dançado (muito) ao som de "Where Are Ü Now", sua parceria com o duo Jack Ü. O cantor canadense segue com o seu próprio single, "What Do You Mean" (que teve o clipe liberado na mesma ocasião), finalizando fazendo a Cláudia Leitte voando sobre o palco.



J.B. ficou até emocionado após terminar a performance:


Perdi minha lente!

Sucintamente, Tori Kelly fez a melhor apresentação da noite, pelo menos no sentido vocal, de "Should've Been Us":



Pharrell Williams finalmente está livre de "Happy"! O cantor e produtor fez uma performance lindona de seu mais recente single, "Freedom" (abaixo), e ainda cantou "Come Get It Bae" num momento não televisionado (aqui).



Teve a interessante - mas um pouco confusa, em parte pela oscilação do áudio - encontro de vertentes do hip-hop com a dupla Twenty One Pilots apresentando com A$AP Rocky um medley de "HeavyDirtySoul", "M$" e "LSD":



Por fim e não menos importante, a anfitriã fechou a noite com uma colorida e poderosa performance da inédita "Dooo It!", acompanhada de diversas drags do RuPaul's Drag Race e da banda The Flaming Lips. Miley aproveitou a oportunidade para lançar de graça, na íntegra, o seu novo disco de estúdio. Mas isso é assunto para outro post.





Se segura, porque rolou...


MAMILOS!

Teve uma suposta "torta de climão". Ao passar a palavra à Miley, após receber o prêmio de "Melhor Clipe de Hip-Hop", Nicki Minaj falou "Agora passamos para essa vadia que teve muito a falar sobre mim na imprensa esses dias!", recebendo como resposta "Estamos todas nessa indústria. Todas nós fazemos entrevistas e sabemos como eles as manipulam. Parabéns, Nicki".



A rapper fez referência a uma recente entrevista Cyrus no New York Times, em que encarou a discussão iniciada numa troca de tweets entre Nicki e Taylor de forma branda. Resta saber se tudo foi previamente combinado - o que pareceu e o que é o mais provável - ou se Nicki realmente ficou fula da vida com a história. O que acham?

Mas saindo da casa dos "assuntos sérios", após o retorno de cada comercial, a apresentadora estrelava pequenos mock documentaries hilários, dentre os quais um em que enxergou o Snoop Dogg como um leitão após ingerir bolos batizados com maconha, hahaha!





Também teve um momento muito legal, com pessoas trans não-binárias e binárias divulgando a Happy Hippie, fundação comandada por Miley Cyrus em auxílio LGBTQs desabrigados. No site da MTV tem o perfil de todo mundo que subiu ao palco, como Brendan Jordan! ♥

E a parte mais marcante talvez tenha sido Kanye West recebendo o "Prêmio Michael Jackson de Vanguarda" das mãos de Taylor Swift, que rasgou seda para o rapper e, obviamente, brincou com o fatídico acontecimento entre os dois no VMA 2009.



Como se isso já não fosse um "mind blown", West ainda passou mais de 10 minutos fazendo um discurso um tanto prolixo e ególatra - como todo mundo sabe que ele é - mas extremamente lúcido e até engraçado em alguns momentos. Ele se desculpou (do seu jeitinho) com Taylor, criticou a indústria fonográfica e até o próprio VMA, e ainda declarou sua candidatura a presidência dos EUA em 2020! Hahaha! #VoteKanye





Taylor foi a grande ganhadora da noite, levando quatro dos noves prêmios que concorria, entre eles o principal, "Clipe do Ano", por "Bad Blood". Ao receber o troféu, levou boa parte das participantes do vídeo e o diretor Joseph Kahn ao palco, agradecendo a eles e a Kendrick Lamar, finalizando exemplarmente com as palavras "Fico feliz em viver num mundo em que, em 2015, meninos podem ser princesas e mulheres podem ser soldados!"



As demais categorias foram bem equilibradas e até tivemos boas surpresas, principalmente nas técnicas, como Ok Go ganhando de "Melhor Coreografia" e Flying Lotus de "Melhor Fotografia". Confira a lista completa:

Clipe do Ano: Taylor Swift - Bad Blood (Feat. Kendrick Lamar)
Melhor Clipe Masculino: Mark Ronson - Uptown Funk (Feat. Bruno Mars)
Melhor Clipe Feminino: Taylor Swift - Blank Space
Melhor Clipe de Hip-Hop: Nicki Minaj - Anaconda
Melhor Clipe de Pop: Taylor Swift - Blank Space
Melhor Clipe de Rock: Fall Out Boy - Uma Thurman
Artista Revelação: Fetty Wap - Trap Queen
Melhor Colaboração: Taylor Swift - Bad Blood (Feat. Kendrick Lamar)
Melhor Clipe com Mensagem Social: Big Sean - One Man Can Change The World (Feat. Kanye West & John Legend)
Melhor Direção de Arte:Snoop Dogg - So Many Pros
Melhor Coreografia: OK Go - I Won't Let You Down
Melhor Fotografia: Flying Lotus - Never Catch Me (Feat. Kendrick Lamar)
Melhor Direção: Kendrick Lamar - Alright
Melhor Edição: Beyoncé - 7/11
Melhores Efeitos Visuais: Skrillex & Diplo - Where Are u Now (Feat. Justin Bieber)
Música do Verão: 5 Seconds of Summer - She's Kinda Hot
Prêmio "Michael Jackson" de Vanguarda: Kanye West
quedelicianegente.com