Jornalista põe em dúvida abuso sofrido por Lady Gaga e cantora dá bela resposta



Em recente entrevista, enquanto visitava um abrigado para pessoas LGBTQ desabrigadas, Lady Gaga disse ter sofrido Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) - devido ao abuso sexual pelo qual passou quando tinha 19 anos, fato revelado há cerca de dois anos.

No entanto, para variar, nossa sociedade machista vive diminuindo as mulheres e minimizando a gravidade das violências as quais estão sujeitas. E um exemplo disso foi Piers Morgan, colocando em dúvida a alegação da cantora.

Numa série de tweets, que podem ser lidos aqui e aqui, o jornalista disse se irritar "quando celebridades alegam ter estresse pós-traumático sobre tudo para se promoverem.", usando o TEPT sofrido por militares após voltarem da guerra como um exemplo, na opinião dele, real da doença.

Lembrado por um usuário que os traumas podem vir de diversas origens, como no caso, após um estupro, alegou aqui e aqui: "Lady Gaga e Madonna fizeram alegações de estupro anos depois do evento. Sem queixa policial, sem acusação e sem julgamento (...) Não acho que todas as alegações de estupro deveriam ser necessariamente aceitas como fato sem uma devida investigação policial".

Sabendo da repercussão do assunto, a artista foi bem didática e paciente, respondendo Morgan, também pelo Twitter (aqui, aqui e aqui):

"Eu trabalhei com nosso vice-presidente, Joe Biden, para ajudar a educar as pessoas sobre os motivos das mulheres não denunciarem. Adoraria compartilhar isso com você em algum momento (...) Também adoraria falar sobre TEPT, que não é apenas uma transtorno ou doença 'militar'. Existe uma epidemia na saúde mental dos jovens (...) Se há alguém na sua família sofrendo com isso, eu rezo para que eles tenham mais dias bons do que ruins. Isso afetou a mim e a toda a minha família".

Dando sequência à troca de mensagens, Piers convidou Gaga para debater o assunto em uma entrevista com ele: "Você pode lidar comigo?", perguntou. E a cantora respondeu "Vamos fazer isso. E sim, Mr. Morgan, eu posso lidar com você. Estou surpresa que tenha perguntado isso. Essa foi a primeira pergunta da nossa entrevista?".

Em outro tweet, o jornalista disse "Eu admiro @ladygaga por concordar em me dar uma entrevista após minhas críticas. Deve ser um debate fascinante. Vou providenciar o meu terno de carne". Gaga respondeu que "se você continuar me envergonhar no processo de gentilmente lhe ceder uma entrevista, eu vou alegremente fazê-la com outra pessoa". Por fim, ele recuou com "Ok. Se você é grande o suficiente para fazer isso, eu sou grande o suficiente para jogar limpo também".

E já que estamos falando de Gaga, agora entrando em assuntos não polêmicos, a cantora fez duas recentes performances de "Million Reasons". Há alguns dias, esteve no programa japonês SMAP×SMAP, no qual cantou tal música e também "Perfect Illusion" e "A-YO", cheia dos seus característicos apetrechos cênicos, os quais vem usando raramente na atual fase:



Prova disso é a outra performance, exibida hoje na TV britânica, no evento Royal Variety Show 2016, em que ela apostou no minimalismo e em seus poderosos vocais:



"Million Reasons", alias, que é o segundo single oficial do disco Joanne, terá o seu videoclipe lançado amanhã (14). A prévia disponibilizada pela cantora em sua redes sociais mostra se tratar de uma continuação do vídeo anterior.


quedelicianegente.com