Lily Allen lança cover de “Going To A Town” gravado na Marcha das Mulheres



A posse de Donal Trump não agradou a muitos ao redor do mundo e um reflexo disso é a Marcha das Mulheres contra o político. O ato vem acontecendo ao redor em diversas cidades, como Sydney, Gênova, Nairóbi, Roma, Viena, Londres, Estocolmo, LA, Oakland, Nova York e Washington.

Inúmeros artistas já se posicionaram contrários ao presidente estadunidense eleito. Arcade Fire e Mavis Staples com "I Give You Power", Gorillaz e Benjamin Clementine com "Hallelujah Money", YG, Macklemore e G-Easy com "FDT", Nicki Minaj com "Black Barbies" e Fiona Apple com a paródia de "Christmas Song" são exemplos. Além deles, Madonna, Cher, Lady Gaga, Katy Perry, Scarlett Johansson, Willow Smith, The National, Kim Gordon, Rihanna, Yoko Ono, Jeff Tweedy, Allie X e Lauren Jauregui fizeram duras críticas às políticas racistas e conservadoras de Trump.

E agora chegou a vez de Lily Allen se unir ao time de figuras públicas nesse crescente cenário. A londrina compareceu à marcha em Londres, sua cidade natal, neste fim de semana e fez um cover de "Going To A Town", de Rufus Wainwright, o qual performou e gravou na ocasião. A faixa foi inclusa numa playlist montada pela cantora no Spotify.



A canção, uma parceria com Mark Ronson, rendeu um videoclipe emocionante dirigido por Bafic, registrando o protesto. A fotografia é toda em branco e preto e foca nas mensagens de indignação dos participantes.

Donald é conhecido por se posicionar contra imigrantes, a população LGBTQIA, ser extremamente sexista e racista. Isso vai de encontro às críticas que Allen vem fazendo sobre maneira com que a Europa lida com a crise imigratória, impedindo imigrantes de entrar no continente após séculos de exploração dos países de origem desses indivíduos. Ano passado, ela chegou a gravar um vídeo visitando o campo de refugiados em Calais, França, no qual se emociona e pede desculpas pela maneira que o Reino Unido trata o assunto.

Outros artistas, como Sleater-Kinney, David Longstreth, Alicia Keys e Janelle Monáe também se apresentaram nas marchas e eventos análogos de protestos ao presidente dos EUA. Monáe, Angela Davis e Keys fizeram discursos inspiradores na ocasião, relembrando aos participantes a importância das mulheres na política.
quedelicianegente.com